PELOURINHO DA PÓVOA (Séc.XVI – Monumento Nacional)

É constituído por uma coluna de pedra, assente sobre degraus, tendo no alto do fuste a esfera armilar, emblema do Rei D. Manuel que renovou o foral à Póvoa de Varzim, em 1514. Esta esfera armilar é a única peça do pelourinho primitivo erigido naquele ano e reconstruído em 1854.

WhatsApp Image 2019-02-28 at 12.11.00
WhatsApp Image 2019-02-28 at 12.10.59(1)
12
11
10
9
8
7
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

PAÇOS DO CONCELHO DA PÓVOA DE VARZIM

A arcada da frontaria, desenhada em 1790-91 pelo Engº francês Reinaldo Oudinot, sugere a estrutura arquitetónica e decorativa da Feitoria Inglesa do Porto. Inaugurada em 28 de dezembro de 1807, sofreu, entre 1908-10, profundas obras de ampliação e decoração orientadas pelo etnólogo Rocha Peixoto e pelo pintor belga Joseph Bialman: torre e azulejamento interior e exterior do edifício.

FORTALEZA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO (Séc.XVIII – Imóvel de Interessa Público)

Edificada nos reinados de D. Pedro II e D. João V (1701 a 1740), possui um traçado pentagonal e compõe-se de quatro baluartes ligados pelas respetivas cortinas de muralhas. Sobre o portão de entrada apresentam-se as armas de D. Diogo de Sousa, governador responsável pela conclusão das obras, e no interior existe uma pequena capela, de 1743, dedicada a Nossa Senhora da Conceição. A sua construção visava a defesa dos interesses associados à pesca, atividade que era então o sustentáculo económico da vila da Póvoa de Varzim.

9d2f4747-f64c-4477-9d87-7d8943201897
WhatsApp Image 2019-02-28 at 12.10.03
WhatsApp Image 2019-02-28 at 12.10.00(1)
48386060_2052910848078892_9181396221959340032_n
en_USEnglish
en_USEnglish